Coordenadores de Área

Coordenadores de Área Anônimo (não verificado) Qui, 21/03/2019 - 14:51

 

 

Profª Drª Heloísa Brito de Albuquerque Costa, Coordenadora do Francês
Possui Bacharelado em Letras Francês pela Universidade de São Paulo (1991), graduação em Licenciatura em Letras Francês pela Universidade de São Paulo (1990), mestrado em Letras (Língua e Literatura Francesa) pela Universidade de São Paulo (1996) e doutorado em Letras (Língua e Literatura Francesa) pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é professor-doutor do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), área de Francês. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Línguas Estrangeiras Modernas, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores de francês, ensino de línguas estrangeiras, ensino da língua francesa, ensino de línguas para objetivos específicos, ensino do francês a distância.

 

 

Profª Drª Junko Ota, Coordenadora do Japonês
Possui graduação em Letras (Japonês e Português) pela Universidade de São Paulo (1983), mestrado em Letras/Japonês pela Osaka University (1987) e doutorado em Linguística pela Universidade de São Paulo (1996). Professora doutora-MS-3 do Depto. de Letras Orientais da Fac. de Filisofia, Letras e Ciências Humanas da USP, foi classificada em 2013 como Professor Doutor 2 com a implantação do Plano de Carreira Docente na USP. Pesquisadora do Centro de Estudos Japoneses da USP, foi diretora do mesmo centro entre 2003 e 2009. Membro do conselho editorial do periódico Estudos Japoneses. Foi coordenadora do Programa de Mestrado em Língua, Literatura e Cultura Japonesa de 2011 a 2013. Vice-coordenadora do curso de Japonês ministrado no Centro de Línguas da mesma faculdade de 2011 a 2013 e coordenadora desde 2013. Vice-diretora do Centro de Estudos Japoneses da mesma faculdade de ago/2017 a fev/2018, e do Centro de Línguas desde julho de 2017. Tem experiência na área de Língua Japonesa, com ênfase na Teoria e Análise Linguística e tem artigos sobre a língua japonesa publicados em periódicos e livros. Atua também na área de tradução de Japonês-Português e tem artigos e livros traduzidos e publicados.

 

Profa. Dra. Marília Mendes Ferreira, Coordenadora da área do Inglês
Possui mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2000), doutorado em Linguística Aplicada por The Penn State University (2005) e pós-doutorado pela Universidade de Bath (Reino Unido) (2013). Obteve sua livre docência em 2015 com a tese A promoção do letramento acadêmico em inglês por meio do ensino desenvolvimental: contribuições da teoria histórico-cultural. Seus interesses de pesquisa envolvem a) aspectos do ensino e da aprendizagem de línguas estrangeiras sob uma perspectiva vygotskiana, comumente chamada de teoria histórico-cultural ou teoria histórico cultural e da atividade (em inglês chamada de Cultural-Historical Activity Theory), b) ensino desenvolvimental (Davydov,1988; Hedegaard, 2002) para o ensino da escrita em diversos contextos institucionais. Meu grupo de pesquisa LLAC-LEVYG , registrado no CNPq, pesquisa os temas acima e atualmente tenho especial interesse em formação de professores de inglês para fins acadêmicos e plágio. Dentro desse grupo de pesquisa criamos o LLAC -Laboratório de Letramento Acadêmico da USP. Este laboratório, baseado em princípios vygotskianos, constitui um espaço onde a relação dialética entre teoria e prática sobre o letramento acadêmico se concretiza e onde o ensino e aprendizagem do letramento acadêmico em português como L1, inglês e francês como L2 são promovidos.

 

Profa. Dra. Marceli Cherchiglia Aquino, Coordenadora do Alemão | Suplente de Coordenação de Letras Modernas
Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Federal de Minas Gerais (2016). Durante o doutorado trabalhou como pesquisadora bolsista no LETRA (Laboratório Experimental de Tradução) e lecionou em disciplinas da graduação do programa Português Língua Adicional, oferecida pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI) da UFMG. Realizou o Estágio Sanduíche de doutorado com bolsa da Capes (PDSE) na Ludwig Maximilians Universität München (LMU), Alemanha (2014 - 2015). Atualmente é Docente de Língua e Linguística Alemã no Departamento de Letras Modernas da Universidade de São Paulo (USP), atuando na graduação e na pós-graduação. Em 2020 recebeu o Prêmio Internacional Jacob- und Wilhelm Grimm Förderpreis do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst). É membro da diretoria do GEL (Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo, 2021 - 2023). Tem experiência nas áreas de Linguística, com foco em pragmática, modalidade e estudos interculturais; Ensino e Aprendizagem de Alemão e Português como Língua Adicional em contexto universitário; Abordagens cognitivas em Ensino de Línguas Adicionais; Análise e Elaboração de Materiais Didáticos.

 

 

Prof. Dr. Robson Tadeu Cesila, Coordenador do Latim
Professor Associado (Livre-Docente) de Língua e Literatura Latina do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, onde atua tanto na Graduação em Letras quanto no Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas. Possui Bacharelado e Licenciatura em Letras (2000), Mestrado (2004) e Doutorado (2008) em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Pós-Doutorado pela Universidade de Lisboa (FLUL, 2017) e Livre-Docência em Língua e Literatura Latina pela Universidade de São Paulo (2021). Tem-se dedicado ao estudo e à tradução da Literatura Latina, especialmente da obra do poeta epigramático Marco Valério Marcial. Tem larga experiência no ensino de latim e participou do grupo que traduziu para o português o método britânico Reading Latin (Aprendendo Latim, Editora Odysseus, 2012, 2ª ed. em 2014). É autor de Epigrama: Catulo e Marcial, sexto volume da coleção didática Bibliotheca Latina (Editora da Unicamp/Editora da UFPR, 2017), e coautor das edições anotadas e comentadas das traduções feitas por Manuel Odorico Mendes da Eneida (Editora da Unicamp, 2008, 2ª ed. em 2016) e das Geórgicas, de Virgílio (Ateliê Editorial, 2019). Prepara ainda uma antologia bilíngue de epigramas de Marcial, com tradução poética, notas e comentários. Seus interesses de pesquisa abarcam a poesia da época imperial de Roma (principalmente Marcial, Virgílio e Ovídio), as biografias de Suetônio, a literatura agrária de Columela, a história do livro e das práticas letradas na Antiguidade, a teoria e a prática intertextuais nos estudos clássicos, a recepção dos clássicos na literatura em língua portuguesa e a sua tradução poética para esse idioma.

 

Profa. Dra. Luise Marion Frenkel, Coordenadora do Grego

Professora Doutora (MS-3) de Língua e Literatura Grega da Universidade de São Paulo. Com doutorado pela Universidade de Cambridge (Inglaterra) e em Matemática Aplicada pelo IME/USP, é bacharel em Letras - Grego pela FFLCH/USP e em Ciências Moleculares pela USP.
Realizou estágios de pesquisa pós-doutoral com bolsa na Escola Britânica de Roma (Itália), USP, Fondation Hardt (Suíça), University of Birmingham (Inglaterra), Eberhard Karls Universität Tübingen (Alemanha), Goethe-Universität Frankfurt (Alemanha) e Max-Weber Kolleg (Erfurt, Alemanha), onde também realizou um pós-doutorado em 2017/18. Desde 2015 é pesquisadora visitante no St. Edmund‘s College (Cambridge, Inglaterra). É autora de numerosos artigos, capítulos e de um livro sobre a retórica dos discursos de Teódoto de Ancara pela Editora Peeters (Leuven, Bélgica). Em colaboração com grupos de pesquisa internacionais, desenvolve pesquisas interdisciplinares sobre a Antiguidade Tardia, em especial sobre as polêmicas religiosas e sociais do quarto ao sétimo século d.C., a conectividade do Império Romano tardio na África e no Oriente, e o desenvolvimento das ciências, correntes filosóficas e da literatura grega imperial e
bizantina, siríaca, copta, árabe e latina. Os temas centrais são as narrativas historiográficas, oralidade, materialidade e os estudos de recepção antiga e moderna. Também prepara a edição crítica de um manuscrito siríaco que preserva um diálogo polêmico grego de V d.C. Tem experiência na área de Línguas e Literaturas Clássicas, com ênfase na Antigüidade Tardia.